Guia Gastronômico: dicas de onde comer em Dublin, na Irlanda

O Guia Gastronômico tem como objetivo trazer para você, voyajante, onde comer e beber na cidade durante sua estadia. Já temos a versão milanesa por aqui e chegou o momento de publicar a dublinense. Quer dicas de onde comer em Dublin? Fica aqui! Afinal, gastronomia faz parte da viagem e do turismo, não é mesmo? E diz tanto sobre a cultura local! Ah, e lembre-se que este post será atualizado sempre que possível e, por isso, já fica desde já o convite para você voltar sempre por aqui. Tem alguma sugestão de lugar? Manda para a gente no Instagram @voyajandoblog.

Lembrete amigo: ninguém aqui é crítico gastronômico. A gente ama comer e ama beber e ama falar sobre isso. Então, o melhor de todos esses mundos é compilar as dicas de lugares e pratos em um único local, não é mesmo? Bem-vindo e bom apetite!

Dicas de onde comer em Dublin

Vamos começar falando que a Irlanda, e mais especificamente a sua capital, Dublin, é uma cidade global. O que isso quer dizer, Jeanine? É que tem MUITO imigrante por aqui. Tem irlandês? Claro que sim! Os pubs estão aí para isso. Mas você vai encontrar, especialmente no centro da cidade, uma quantidade expressiva de restaurantes e cozinhas de outras nacionalidades. Tem italianos, tem espanhóis, tem brasileiros, tem franceses, tem indianos, tem tailandês, tem japonês, tem sírio… E por aí vai.

Aqui em Dublin tem também uma categoria muito peculiar chamada take away. São restaurantes abertos apenas para delivery ou para que você passe, compre sua comida e vá embora. Tipo fast food mesmo. Se você for no estabelecimento é para isso. Não tem mesa e não tem cadeira. E esses lugares estão geralmente abertos à noite – e são um belo complemento para quem sai dos pubs, eu diria.

Por fim, as minhas queridas cafeterias. Eu já falei em alguns posts e no Instagram o quanto eu amo um café e comidinhas de café. Logo, vai ter categoria disso por aqui também (e vou colocar os meu outros amados brunchs aqui também) . Até porque Dublin é uma das cidades que mais consomem café no mundo! Então acredite: tem MUITA cafeteria por aqui. Mas, atente-se. A maioria delas não abre assim tão cedo e, mesmo assim, fecha cedo. Então se você é adepto do acordar cedo para aproveitar o dia ou do tomar café da tarde como eu, programe-se para fazê-lo após das 8h e antes das 16h.

CAFETERIAS

Phoenix Cafe

Essa cafeteria não é no centro da cidade, mas eu não poderia começar a categoria de cafés com outra porque eu sou simplesmente apaixonada pelo Phoenix Café. Nós conhecemos o lugar em 2018 – durante nosso intercâmbio que você pode ler sobre aqui – e desde então tornamo-nos clientes assíduos. Sempre que sai um solzinho e a gente quer deitar na grama para repor a vitamina D, vamos para o Phonix Park e ficamos perto dele.

O bacana de lá é que tudo é feito lá e de forma artesanal. Eles são bastante preocupados com a origem dos produtos, na qualidade dos mesmos e em alergênicos. Então, se você tem algum tipo de intolerância ou alergia, o Phonix Park é um lugar seguro para você. As quiches são deliciosas e eu sou apaixonada no bolo de cenoura. Tem foto? Não tem. Eu como antes de lembrar do clique. Aqui embaixo você encontra algumas das opções que lembramos de fotografrar, hahahaha. O café gelado com leite de coco, quando está calor, também é imperdível. O Gian não recusa o scone, uma espécie de bolo (ou seria pão?).

Eles ainda tem a caixa picnic que é, basicamente, um combo para você retirar com diversos produtinhos feitos por eles. Você compra com antecedência pelo site e pega no dia que você agendado. Aí é só levar para a grama e sentar para apreciar. A gente provou e gostou muito. Valor da caixa a partir de 34€.

Aproveita que está por lá e vá passear pelo parque.

Endereço: Phoenix Cafe, Visitors Centre, Ashtown Castle
Site Phoenix Cafe

Taste Food Co.

É uma cafeteria, mas não só. Eles também abrem no almoço e no jantar, então é um estabelecimento bem completo. Coloquei nesta categoria porque até agora só fui lá tomar café, hahahahaha. E que café! Pedi um Flat White com leite de aveia (4,60€) um Smashed Avocado & Peanut Rayú (12€), que é basicamente uma torrada com avocado e ovo com gema mole. Em cima, um molho meio apimentado com amendoim. Tava MUITO gostoso. Apimentado, mas gostoso.

Agora é voltar lá outros horários para descobrir e provar os outros itens do menu.

Endereço: 39-40 South William Street
Site Taste Food Co.

Dua Coffee

Essa pequena cafeteria, localizada do lado ímpar da cidade, merece a sua atenção. Fui colocar o papo em dia nela (alô, Lelê!) e fomos bem atendidas. Fora que o café estava MUITO gostoso, e isso é algo que é sempre válido ressaltar, não é mesmo? Outra coisa que eu gostei muito por lá é que eles servem o Irish Breakfast também em uma versão mini. Então fica mais tranquilo para você comer o prato, que é uma bomba calórica (que eu amo, hahahaha), na versão menor. Para mim veio muito a calhar.

Eu, que estava papeando, não anotei os valores. Perdoem essa blogueira de viagem que vos fala, hahahaha.

Endereço: 77 Dorset Street Upper
Sem site para eles

PUBS

Fitzsimons Temple Bar

Tornou-se um queridinho porque foi o primeiro pub que fomos depois que voltamos para a Irlanda. Na minha pint de Guinness veio um shamrock (se ainda não sabe o que é, tem post aqui) na espuma e desde então, a sorte irlandesa vem nos acompanhando. Hahaha. Brincadeiras à parte, é um pub bem grande localizado na região do Temple Bar e lá você encontra, além das cervejas (a partir de 6€) e drinques (a partir de 11€), comidinhas (tipo petisco, pizza ou hambúrguer) e música ao vivo.

E quando eu disse que ele é grande, eu quero dizer que ele é grande. Além dos quatro bares, eles possuem um espaço no terraço The Roof Garden e um nightclub Pop City Dublin. Ah, e tem hotel também. Ou seja. Turistas são mais que bem-vindos ali. E isso assusta porque tudo que é turístico vem com aquela sensação de que é golpe, que é caro. Mas ali não. Claro que os preços são mais elevados em relação ao resto de Dublin, mas são competitivos para a região do Temple Bar. Então, se tiver por ali, why not?

Endereço: 21/22 Wellington Quay, Temple Bar
Site Fitzsimons Bar

Crowbar

A minha parte favorita do Crowbar são os drinques, principalmente o Espresso Martini e o Porno Martini (a partir de 9€). Acabei conhecendo este pub por intermédio da minha amiga (alô de novo, Lelê!) que às vezes trabalha lá – assim como seus flatmates. Então acabamos indo com alguma frequência para colocar o papo em dia. O Gian fica nas cervejas. Se você é desse time, saiba que eles possuem muitas marcas por lá. Uma pint de Guinness, por exemplo, sai 6,20€ – que para a região do Temple Bar, é bem ok. Inaugurado em 2013, ele funciona como um pub, mas vai além. Tem também um espaço de shows (The Button Factory) e um night club (Centre Point Club).

O lugar é gigantesco e parece até mesmo um labirinto. A cada escada e/ou porta, você encontra um dos espaços que compõe o complexo, hahahaha. Vale lembrar que em nenhum deles, infelizmente, você encontra comida. É só beber mesmo. Ah! E a localização é ótima, já que fica quase que no coração do Temple Bar. Nosso último St. Patrick’s Day foi lá. E foi incrível.

Endereço: 2 Temple Ln S, Temple Bar
Site Crowbar

Cassidys Bar

O que dizer desse pub? Eu poderia usar a palavra peculiar, mas não seria o suficiente. Posso apenas afirmar que a gente se divertiu nele. Quando fomos, só haviam lugares disponíveis no subsolo e, quando chegamos lá, era um espaço super escuro, com mesas grandes e cercados por sofás. Todo o ambiente era iluminado por velas vermelhas. Pedimos um menu. Não tem. O garçom – que é bem gente como a gente – responde se tem ou não o que você quer. Fomos de vinho e cervejas. Quando o álcool começou a subir, perguntamos se eles tinham algo para comer. Não tinha. Alguns minutos depois, o funcionário voltou com os braços cheios de salgadinhos da Tayto e balas e foi distribuindo para a geral. Os caras sabem das coisas.

Recomendo, né? Óbvio.

Endereço: 27 Westmoreland Street
Não tem site não, gente!

Restaurantes

Cafe en Seine

Pensei em encaixar o Cafe en Seine na categoria de cafeterias, mas ele combina melhor aqui. No dia em que o conhecemos, Gian e eu fomos de brunch porque, já falei e vou repetir, a gente AMA comidas de café da manhã. Mas eles possuem cardápios bem completinhos – brunch, almoço e jantar – que agradam a grego e a troianos. Outra coisa que agrada (e muito!) é o ambiente. É como se você estivesse em uma rua de Paris – as mesas dispostas na rua e com várias sacadas ao redor. Uma graça!

E é bem bacana que eles disponibilizam os menus no site. Então se você quer dar uma olhada de valores, por exemplo, vale acessar e já escolher, por que não, o seu prato. No dia em que fomos, para beber, eu fui e Aperol Spritz e o Gian pediu sua fiel cerveja. Para comer eu fui de Avocado Toast (12€) e ele de Smoked Salmon (14€). E, claro, pedimos sobremesas para compartilhar. O Flourless Brownie que veio acompanhado de pipoca caramelizada e sorvete de manteiga de amendoim (9€) e o Hazelnut Mousse, que vinha com calda de Kinder Bueno e sorvete de café espresso (8€), que foi sugestão do garçom. Estava divino.

Endereço: 39-40 Dawson Street
Site Café en Seine

Captain America

Eles possuem alguns estabelecimentos por Dublin, mas eu e o Gian acabamos sempre indo na unidade de Blanchardstown. Simplesmente porque sempre estamos andando pelo shopping que tem por lá. Nós conhecemos o restaurante quando viemos pela primeira vez, em 2018 – e você pode ler sobre o intercâmbio neste link aqui – e já voltamos algumas vezes desde que viemos novamente para a Irlanda. E, sinceramente, não temos do que reclamar.

Além dos hambúrgueres, já testei o Club Sandwich deles e amei. Também já comi o Spaghetti Aglio Olio deles e estava gostoso. Apimentado, mas bom. Isso porque dentro do Captain America você encontra outras duas marcas: uma que serve comida italiana e outra que serve pizzas. Então, o estabelecimento agrada a gregos e a troianos, não é mesmo?

Endereço de Blanchardstown: Unit 410, Blanchardstown Centre
Site do restaurante

Booking.com

Ikea

Sim, eu vou ter a cara de pau de colocar o restaurante que fica dentro da Ikea como uma sugestão para você. Principalmente se fosse é uma pessoa que fica faminta com frequência e nada te deixa de maior mau humor do que fome. Primeiro, sinta-se abraçado ou abraçada porque eu sou desse time. Segundo, o restaurante da Ikea é muito mão na roda se você está ali na região para fazer suas compras na própria loja, na Decathlon que é vizinha ou, simplesmente, está procurando um lugar para comer bem e barato.

O restaurante da Ikea é uma mistura de self-service com bandeijão (alô vida universitária). Isso quer dizer que os pratos frios ficam já prontinhos esperando por você nas geladeiras e os pratos quentes você pede para a atendente que está atrás do balcão. E, por último, é muito barato comparado com o preço praticado na cidade.

Claro que por ali você encontra apenas pratos típicos da culinária escandinava, já que a Ikea é sueca. Ela tem lojas espalhadas por toda a Europa? Tem. E assim ela vai disseminando mais da cultura e da tradição do país pelo globo. Ah! Importante dizer que eles possuem pratos vegetarianos também, incluindo a versão de planta de suas famosas almondêgas.

E já segue a gente lá no YouTube?

Endereço: St Margaret’s Road, Ballymun, Dublin 11, D11 FW18
Site da Ikea

BRASILEIROS

Honey Bun

O estabelecimento é um pouquinho de tudo: é uma padaria, é uma cafeteria, é um restaurante. Ele entrou aqui na lista porque eu e o Gian tivemos a oportunidade de comer um belo pastel por lá – e tava bem gostoso. Foi aquele quentinho no coração e sabor de casa, com toda certeza. O mais legal é que na época que nós fomos eles estavam com uma promoção de dois pastéis por 5€, o que é bem bom, né? Afinal, você já viu neste mesmíssimo post que uma pint de cerveja por aqui é mais do que isso.

Outro ponto positivo do lugar – além de poder fazer seu pedido em português, hahahaha – é que eles estão super bem localizados. Então para quem estiver na região central de Dublin (lado ímpar, vale ressaltar), não precisa se deslocar muito não para comer bem.

Endereço: 60 Mary Street
Site Honey Bun

FABI’S GRILL

Um casal de amigos (alô, Jhouw e Jahitza!) que levou a gente para almoçar no Fabi’s Grill pela primeira vez. E você vê quando o lugar é querido quando tem fila de espera para entrar logo na porta. Ele é bem movimentado, então se estiver pensando em fazer uma visita, chegue cedo. Na segunda vez que fomos, éramos apenas eu e o Gian e a gente gosta de almoçar cedo – 12h em ponto – já que meu ascendente em touro pede. Logo, não tivemos grandes problemas para entrar.

A comida é bem saborosa e no menu você encontra várias opções de pratos brasileiros que confortam o coração e a saudade. Confesso que todas as vezes que eu fui, comi feijoada (10,95€). O Gian já testou diferentes pratos e gostou de todos eles. O único problema de lá, na minha opinião, é a demora para chegar na mesa. Em ambas as visitas tivemos que dar aquela perguntada do motivo da demora. Ah! Lembrando que só comemos no Fabi’s Grill da Parnell Street. Eles também tem uma unidade no Temple Bar.

E uma coisa que eu achei super interessante é o sistema de pedidos deles. Você é levado para a mesa e, após escolher o que quer, é só levantar e ir até o caixa fazer o pedido. Depois a comida chega até você.

Endereço: 198 Parnell Center
Site Fabi’s Grill

E, lembre-se: essa lista será sempre atualizada. Afinal, assim como a Terra é redonda, a gente está sempre explorando novos lugares e novas opções. E, a cada dia, estamos mais preocupados em registrar nossas experiências para compartilhá-las com você, voyajante. Logo, Dublin não pode ser sinônimo apenas de bebida não. Meu objetivo aqui e mostrar que a capital da Ilha Esmeralda tem muito mais do que pubs. Fica com a gente!

__

GARANTA SEUS INGRESSOS

Booking.com

SOBRE NÓS

O Voyajando surgiu do sonho de criar um espaço para trocar dicas de passeios, restaurantes, hotéis e tudo o mais que envolve os pequenos períodos maravilhosos da vida que chamamos de viagens. São elas que nos proporcionam a possibilidade de descobrir novos universos, ter contato com outras culturas e outros jeitos de ver a vida. O Brasil e o mundo estão cheios de lugares incríveis. Vamos conhecê-los juntos?

PASSEIOS EM ROMA

Posts  Relacionados

Deixe  um  comentário

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.