Vai viajar com seu pet nas férias de verão? Veja dicas para que tudo ocorra bem

Dezembro é conhecido por ser o período em que começa o verão, as festas de final de ano e as férias escolares. Muitas pessoas aproveitam essa época para planejar uma viagem com a família. No caso das famílias com pets, muitas dúvidas costumam surgir no momento do planejamento. O local onde o pet vai ficar, se é seguro ele viajar de avião, quais os cuidados necessários ou até mesmo se ele consegue permanecer no carro tranquilo durante uma viagem longa são algumas questões recorrentes de seus tutores. Se você vai viajar com seu pet nas férias de verão, esse post é para você. Veja dicas para que tudo ocorra bem e a família toda se divirta!

“É importante sempre se programar com antecedência antes de viajar para evitar surpresas indesejáveis, sempre prezando pelo bem-estar dos pets” explica a médica-veterinária da Botupharma, Bruna Fabro. O primeiro passo para quem está pensando em levar o pet para viajar com a família é consultar um médico-veterinário e verificar se ele está com os exames em dia e, principalmente, se a carteirinha de vacinação está atualizada. “Na consulta, o profissional também pode fornecer dicas e esclarecimentos sobre os cuidados necessários para cada destino e as adaptações que serão necessárias para viagens aéreas ou terrestres”.

Anúncios

Algumas empresas aéreas e rodoviárias costumam solicitar um atestado de saúde e conferir a caderneta de vacinas para liberar o pet. “Essa visita não é importante apenas para seguir um protocolo e embarcar em um ônibus ou avião, é uma forma de garantir que o animal pode viajar com segurança. Além disso, alguns hotéis e pousadas podem pedir esse tipo de documento antes de liberar o acesso às dependências do local”, afirma Bruna.

Após a emissão dos documentos, é hora de pensar sobre qual será o meio de transporte até o destino escolhido e como o pet será transportado. Algumas pessoas costumam achar que caixas de transporte de animais são iguais, porém, existem diferenças. Na hora de escolher a caixa, é importante levar em consideração o tamanho, o modelo, o tipo de material da bolsa ou caixa o peso do pet. “A caixa ou kennel precisa ser de um tamanho suficiente para permitir certa mobilidade do animal durante o trajeto, como ele dar a volta em torno de si, por exemplo. Além disso, deve manter a ventilação adequada e ter um sistema de fechamento seguro para evitar fugas “, diz Bruna.

Se a ideia é viajar de carro, é necessário ter alguns cuidados para garantir uma viagem tranquila com o animal. Primeiramente, é preciso saber se ele está acostumado com passeios longos dentro do carro. Alguns animais, principalmente aqueles que ficam muito em casa, podem estranhar quando vão andar de carro e não se sentem à vontade. Se for o caso, vá adaptando seu pet antes da viagem.

“O ideal é que o pet sempre fique no banco de trás, em uma caixa de transporte ou utilizando um cinto de segurança adaptável”, ressalta a médica-veterinária. Se a viagem for longa, é necessário fazer pausas a cada duas ou três horas para que o pet possa dar uma volta, fazer suas necessidades e tomar água. Importante ressaltar que no momento das paradas é fundamental que ele esteja de coleira para evitar acidentes como fugas ou atropelamentos.

Anúncios

Não esqueça de levar um pote para que ele consiga tomar água, assim como o alimento. É necessário ficar atento para a quantidade de alimento que o animal irá consumir antes do término da viagem, pois pode sentir enjoos durante o trajeto ou ter uma maior frequência para fazer suas necessidades. “Evite utilizar calmantes ou sedativos, que são inclusive proibidos em viagens de avião. Caso seu pet seja muito ansioso, defina com seu médico-veterinário qual será a melhor conduta e adaptação antes da viagem”.

 Outra questão importante quando se fala em viajar com os pets é a identificação dos animais. Imprevistos sempre podem acontecer, como por exemplo, o cachorro ou o gato acabar fugindo. “A identificação do animal é recomendada não apenas para viagens. Sempre mantenha seu pet com tag na coleira, se ele não tiver microchip. O ideal é que ela contenha o nome do animal, o nome do dono e dois telefones de contato, pois isso facilita caso ele se perca”, complementa Bruna.

O número de cães e gatos abandonados nos meses de férias costuma aumentar muito, mas não é necessário deixar o seu companheiro para trás. “O número de hotéis, restaurantes e atrações “Pet Friendly”, que permitem que seu pet desfrute os bons momentos ao seu lado está aumentando cada vez mais. Pesquisar quais estabelecimentos oferecem esta possibilidade no seu destino é uma excelente opção para que você e seu pet aproveitem juntos a viagem. Além disso, caso você não possa viajar com seu pet, deixe-o com alguém de confiança ou em creche ou pet hotel durante esse período. Lembre-se que o abandono de animais é crime”, finaliza Bruna.

Anúncios

Cidade de Socorro tem opções de estabelecimentos que aceitam seu pet

Entrar no restaurante com o pet, fazer a refeição com ele perto, ter um local apropriado e o pet ser mais mimado que o humano. Para os tutores isto é um sonho, que pode ser vivenciado por moradores e turistas da Estância Hidromineral de Socorro – cidade turística do Circuito das Águas Paulista e referência em aventura e ecoturismo. Lá, uma iniciativa arrojada – que irá elevar o município para outro patamar de turismo – tem obtido muitos elogios. É o projeto Socorro Destino Petfriendly que – após treinamento e capacitação do trade – certifica com um selo os estabelecimentos.

A certificação passa confiança e assegura aos turistas que todos os lugares que têm o selo do projeto passaram por treinamento e se adaptaram para receber de forma adequada os pets. “Socorro não sai distribuindo selos, como acontece em outras cidades, pelo contrário, faz questão de treinar as pessoas para que os estabelecimentos o conquistem”, ressalta Patricia Camargo, especialista em petfriendly do Eu, Você e os Pets, responsável pela consultoria do projeto.

No núcleo gastronômico, os primeiros a conquistarem o selo petfriendly são: Armazém da Terra, Centro de Lazer Pitauá, Empório do Cristo, HamburQueen, Nectaria, Sal & Pimenta, Shopp Café e 7 Senhoras Speciality Coffee.

“Sempre recebemos pet, porém não tínhamos conhecimentos do que era preciso para recepcionar com segurança, bem estar e conforto pets e os tutores. Hoje, depois do treinamento, estamos aptos”, comemora João Domingues de Lima, gerente de Eventos do Centro de Lazer Pitauá. Nele, as mesas são sinalizadas e reservadas para os pets, distantes de caixas de som e do buffet de comida; é permitida a circulação do pet no chão com guia; disponibilizam bebedouros e comedores apropriados, ganchos na parede para prender a guia, suporte com cata-caca, lixeira sinalizada para descarte e coleiras, caso necessitem. O capricho pode ser observado nos detalhes, um cantinho pet coberto e sinalizado, almofadas e colchonetes para descansarem e ainda ganham uma bandana personalizada. “Depois das mudanças, os clientes saem muito satisfeitos. Estamos muitos felizes e no caminho certo”, conclui.

Na HamburQueen, Nectaria e Shopp Café as mesas para os pets estão sinalizadas, não ficam nas passagens, na sombra e têm o gancho prendedor de guia. Os potinhos de água não ficam mais no chão expostos o tempo todo, somente quando chega um pet é oferecida a água fresca. Os três locais disponibilizam um biscoito de boas-vindas para o pet, caso o tutor concorde. “É nítido o crescimento de visitantes com pets, o que incentivou ainda mais buscarmos nos adequar”, conta Alexandre Coletti, proprietário dos três estabelecimentos.

O restaurante Sal & Pimenta oferece – há mais de 11 anos – uma gastronomia caseira, diversificada e com um toque de contemporâneo. Dos três espaços – que ficam ao lado de uma mata e do rio do Peixe – um amplo, agora é destinado aos pets, tem uma entrada exclusiva, que está sinalizada com pegadas que saem da entrada principal e mostra o caminho a ser percorrido. Existem ganchos em quase todas as mesas externas, tigela para água, marcação e sinalização no espaço pet para facilitar o acesso e dar mais conforto aos tutores, pets e clientes sem pet. “Antes a gente percebia que algumas pessoas ficavam meio incomodadas, mas agora, organizado e com sinalização, não mais. E, as famílias parecem ficar mais felizes e completas na companhia de seus bichinhos de estimação”, diz Guilherme Ganzerla Faustino, proprietário do restaurante.

Anúncios

7 Senhoras Speciality Coffee é uma fazenda de cafés especiais que oferece um tour para conhecer todo o processo do café – do plantio à degustação e tem uma loja com vários produtos feitos de café ou que harmonizam com a bebida. Para bem receber os animais de estimação, foram instalados ganchos na área de descanso, cata caca e lixeira apropriadas e ponto de hidratação com placa indicativa que a água é potável. “É uma oportunidade de expansão do negócio; além do que percebermos que nossos clientes ficam mais confortáveis quando o pet pode realizar todo o passeio junto”, conta Juliana Padilha, coordenadora de visitação da fazenda, que também prevê mais duas novas áreas onde os turistas poderão passear com os pets.

Empório do Cristo é um espaço público – administrado pela Associação de Turismo da Estância de Socorro -, onde encontra-se inúmeros produtos locais e artesanais de mais de 20 pequenos produtores. Além disso, é o principal ponto de informações turísticas e tem uma vista panorâmica privilegiada da cidade. Os pets são recebidos com água fresca e existem ganchos para prender as guias em toda área coberta e também no banheiro. “As adequações foram bem simples de fazer, com um baixo custo e que atende de forma adequada os pets”, diz Simone Lima, assistente administrativo financeiro da ASTUR e do. Empório do Cristo. Por lá, os mascotes são Claudia e Roberto, um casal de siriema, e o filhote, que vivem soltos no local.

Todas as empresas que adquirirem o selo também contribuem com o lado social do projeto, que tem um fundo para apoiar ações da causa animal na cidade, como arrecadação de ração, campanhas de vacinação e de castração, por exemplo. Atual campanha que conta com o apoio do projeto é a de adoção. Com o slogan “Não compre, adote. Amor não tem raça”, a ideia é incentivar as pessoas a escolherem um cachorro no canil municipal.


  • Gostou dessa notícia? Você pode encontrar outras como essa, relacionadas ao setor de viagens e turismo, na categoria “notícias” aqui do blog. Por lá, a gente posta tudo de mais legal que recebemos das assessorias de imprensa e das empresas do setor para você se manter atualizado e para ajudar a planejar sua próxima viagem. Só lembrando que, nem sempre, a gente conhece os serviços que são aqui divulgados. E isso não é um publipost! Acesse aqui para ver mais notícias!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s