Viagem com pets: veja dicas de como achar a melhor hospedagem para toda família

Se você tem pets e gosta de levá-los para viajar, talvez você já tenha encontrado alguma dificuldade em achar a melhor hospedagem para toda a família. Isso porquê nem sempre os hotéis e pousadas são pet friendly e, quando são, não deixam claras quais as regras para levar o seu bichinho junto com você; se cobram taxa, se aceitam animais de grande porte, e assim por diante. A médica veterinária Cecilie Papais encontra essas e mais algumas dificuldades toda vez que planeja viajar em família. Ela sugeriu essa matéria para o Voyajando e compartilhou com a gente dicas de como ela faz para achar a melhor hospedagem para sua viagem com pets. Bora conferir?

Mãe de, atualmente, três cachorros (Uca, Tofu e Brom) e quatro gatos (Merlin, Butch, Murdock e Sky), a Cecílie conta que a falta de informações disponíveis para os viajantes com pets é uma das principais dificuldades que ela encontra para por o pé na estrada e desbravar o país na companhia dos seus pets. “Eu acho que a falta de informação, principalmente nos aplicativos que a gente recorre hoje como Hoteis.com, Booking e até mesmo o Google”, explica. “Quando você coloca para filtrar por ‘animais de estimação’, lá não diz o peso, não diz o tamanho do animal ou a quantidade de animais ou se tem taxa ou não tem taxa. Isso você só vai ver se você entrar no site do hotel”, detalha. “Isso já complica muito porque você tem que ficar passando por várias etapas até você decidir, até conseguir encontrar um hotel que aceite o seu animal ou os seus animais, do tamanho que eles são, enfim”. 

Se levar os pets para viajar ´é um desafio, confira as dicas abaixo

Além da falta de informações claras nos sites que indexam grande parte dos hoteis – e por onde as buscas e o planejamento de viagem são mais fáceis – ainda há a limitação com relação ao tamanho do animal. “A minha dificuldade hoje é porque os meus cães são cães de grande porte, ou seja, bem acima de 10kg. E a maior parte dos hotéis hoje só aceita cães até 10kg, então, eu acho que começaria por aí o problema”, salienta. Segundo ela, várias raças como cocker, beagle e também vira-latas geralmente passam dos 10kg. “Esse filtro que eles fazem é muito mal feito, porque os sites de reserva não têm esse filtro de peso, tamanho, enfim e eu acho errada essa colocação dos hotéis de determinar por peso, porque peso não determina a educação do animal”, lembra.

Que sugestões você daria para um hotel/pousada se adaptar para começar a receber ou recepcionar melhor uma família com pets?

A primeira questão é respeito. Saber como lidar com o dono de pet. Os meus cães, por exemplo, são importantes para mim porque eles me tiraram de depressão. Eles são meus filhos, apesar de eu não humanizá-los, eles são meus filhos. E eu até já chorei por conta da forma que eu já fui tratada por alguns hotéis. Do tipo “ah você tem que cuidar para o seu cachorro não incomodar outras pessoas”.

Acho que da mesma forma que a gente não fala isso para os pais de crianças, do tipo “olha só, seu filho pode vir aqui mas ele não pode incomodar”, eu acho que o mesmo respeito deveria ser dado para quem é dono de pet. Lógico, existem pessoas sem noção em todo o lugar e vão existir cachorros que fazem xixi, coco, que destroem, ok. Eu entendo isso. Mas não são todos assim e, muitas vezes, quem quer levar o seu animal para um hotel, para um passeio, já sabe que tem um animal educado. Então o primeiro ponto é cuidar do jeito que você fala com a pessoa, mesmo que for para fazer a recusa. É o respeito quanto aquela pessoa que importa. Você não sabe o passado dela, não sabe o porque que ela quer que o cão esteja junto dela. Então eu acho que esse seria o primeiro detalhe.

Agora, com relação a ter caminha, e outras coisas, eu não acho isso tão necessário. E pensando pelo lado do hotel e das pousadas, se o medo que eles têm é de o animal destruir alguma coisa, acho uma ideia é fazer um termo de responsabilidade. Assim eles teriam a segurança deles de que a pessoa está levando um cão educado e caso o animal faça alguma coisa, estrague alguma coisa, cobre uma taxa extra.

Que sugestões você daria para uma pessoa que quer levar seu pet para viajar, mas não está encontrando hospedagem que permita?

A minha sugestão seria: pesquisar. Eu aconselho procurar influencers pet de tamanhos grandes. Por exemplo hoje existe o Bob & Marley. Existem também alguns outros influencers, mas a ideia é que já tenham um porte grande, porque aí se você ver que aceita o tamanho deles, saberá que o hotel aceita qualquer cachorro.  Esse é o primeiro passo. Mas existe o detalhe que, geralmente, esses influencers vão em hotéis de alto custo, com diárias de R$ 700, às vezes R$ 1 mil.

Então outra opção que eu dou é Airbnb. porque se você pega uma casa inteira, um apartamento inteiro, e se no filtro está permitido animal, não tem muito o que discutir. Essa é uma das melhores opções.

E por fim, o que eu faço também é mandar WhatsApp hotel por hotel, pousada por pousada, para ver quantos animais permitem, para ver o peso, para ver se tem taxa. E aí é gastar uma semana de estresse para depois ter uma semana de alívio.

Grandes influenciadores do universo pet dão dicas sobre que lugares são pet friendly

Que dicas você dá para quem vai levar um pet para uma viagem pela primeira vez?

A dica que eu dou é: se seu cão é mau educado, não leve. Agora se você acostumou ele desde pequenininho colocar no carro, dar uma voltinha, levar no pet, e ele está ambientado com outros lugares, tudo bem. E lógico, dentro do carro, sempre levar com cinto de segurança.

O cachorro deve sempre também ir atrás, pensando que acidentes acontecem. Então proteja ele também. Coloque peitoral, cinto de segurança, leve água. Uma dica bacana é não dar comida logo antes da viagem, porque ele pode vomitar.

Quanto aos hotéis, eu sempre levo a cama dos meus pets para eles se sentirem confortáveis, se sintam ambientados, e não se sintam estranhos ou sozinhos. Eu levo a caminha e se, de repente, eu preciso sair em algum lugar que não dê para levá-los, pelo menos ali eles conhecem a caminha e sabem que podem ficar confortáveis.


Nós amamos a entrevista da Cecilie e, com certeza, quando formos levar os pets da nossa mãe para viajar, já saberemos quais dicas seguir para escolher a melhor hospedagem!

E se você tem alguma dica ou sugestão para o blog, compartilha com a gente! Vamos adorar pensar na melhor maneira de abordar o assunto juntos!

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s