Bate e volta de Dublin: fizemos a trilha costal de Howth

Se você nos acompanha por aqui, sabe que não é a nossa primeira vez na Irlanda. A Ilha Esmeralda, como ela também é chamada, foi o nosso lar durante uma parte de 2018 quando escolhemos o país para fazer um intercâmbio (e você pode ler todos os detalhes neste link aqui). Pois bem, agora como cidadã italiana (a saga completa aqui), quis voltar para a Terra do Leprechaun (que que é isso, Jeanine? Clica aqui!) e, dessa vez, explorar melhor as belezas naturais desta ilha. E são muitas, viu? E não tem jeito melhor de fazer isso do que trilhas. E a estrela de hoje é a Howth Cliff Walk, considerada uma das mais bonitas ao redor de Dublin.

Mas, antes de começar, deixa eu abrir um parêntese. Embora eu ame fazer trilhas, visitar belezas naturais e me sentir pequenininha diante da mãe-natureza, eu não sou uma pessoa adepta aos exercícios físicos. Não tenho condicionamento físico nenhum e, muito menos, experiência de trekking, escalada, rapel e por aí vai. Então tenha esse ponto de vista – o meu, hahaha – ao ler este e outros posts aqui do blog. Combinado?

Como chegar em Howth?

Nós fomos de trem, mas há quem vá de ônibus. A escolha do transporte vai influenciar diretamente qual é a trilha que você vai fazer quando chegar em Howth que, já adianto, são cinco possibilidades. A viagem do centro de Dublin, saindo da Connolly Station, durou cerca de 30 minutos. Já a linha do Dublin Bus que serve até o local é a 6 ou a H3. Vale ressaltar aqui que tanto no ponto final do ônibus quanto ao redor da estação de trem você encontra diferentes tipos de comércio como mercadinhos e pubs. Logo, se você tem o signo de touro forte no seu mapa astral, fique tranquilo que você encontrará por lá comes e bebes. E por ser uma região litorânea, a oferta de frutos do mar é generosa.

Confira a melhor rota para vocês nos aplicativos Google Maps, Moovit ou Dublin Bus.



E aproveitando o mapa acima para já contextualizar você que Howth, embora muito próxima de Dublin, fica localizada no condado de Fingal. Ela cresceu graças à sua posição geográfica em relação à capital irlandesa e foi, no passado, um dos primeiros portos de Dublin e um dos mais movimentados por atividades pesqueiras. Na Howth Village, a vila que cerca a estação de trem e as docas, você encontra na arquitetura e nos monumentos presentes muitos detalhes dessa história.

As trilhas de Howth

Sem mais delongas, vamos a elas: as trilhas de Howth. Como eu já disse anteriormente, existem cinco possibilidades para se fazer a Howth Cliff Walk, a trilha costal de Howth. A trilha mais “fácil” (as aspas são porque o que é fácil para mim, pode não ser para você, e vice-versa) sai da Howth Summit, e não da Howth Village, por isso que eu disse lá em cima que o transporte influencia e muito qual trilha você fará. Ela se chama The Howth Summit Walk. Isso não impede você de andar da Howth Village para Howth Summit pela cidade, mas aí não faz muito sentido, apenas faça as trilhas maiores, hahaha. Ver casas – que são muito bonitas – ao invés do cenário incrível do Mar da Irlanda? Acho que não, né?

As trilhas que partem da Howth Village são essas aqui embaixo. Elas também possuem cores para melhorar a experiência por lá, já que existe sinalização na trilha:

  1. The Black Inn Loop (Red Route, 8km)
  2. The Bog of Frogs Loop (Purple Route, 12km)
  3. The Howth Cliff Path Loop (Green Route, 6km)
  4. The Tramline Loop (Blue Route, 7km)

O tempo de cada trilha vai depender do seu ritmo e, é claro, condicionamento físico. Embora não seja uma trilha muito desafiadora, ela possui subidas e descidas bem íngremes, que deixaram esta que vos fala bastante apreensiva. Mas devo esclarecer neste momento, caso não tenha ficado muito claro, que a Jeanine escrevendo aqui é a que só foi uma única vez até agora para Howth, e que foi em grupo. Fomos papeando, conversando, tirando fotos, gravando para o YouTube (em breve!), vendo a vista e aproveitando um raro e ensolarado dia de sol aqui na Irlanda.


Enquanto o vídeo novo não sai, que tal assistir o conteúdo que já está por lá? Não esqueça de se inscrever no canal e ativar as notificações!

Essa contextualização toda é para explicar para você, voyajante, que eu NÃO completei nenhuma das trilhas. Aquariana que sou, ou não, já que estava seguindo o meu grupo, fizemos um misto de trilhas e quando vimos que já tinha passado do meio-dia e ainda tinha muito chão, abandonamos as trilhas na altura da Howth Summit. Porque tinha um pub ali perto onde poderíamos beber comer. E sim, preciso voltar lá para acabar a trilha e ver mais dessa Irlanda de natureza abençoada. Mas, voltemos.

Ou seja, no final das contas, fizemos a The Howth Summit Walk às avessas. Hahahaha. Foram aproximadamente duas horas de caminhada e tivemos belas vistas. Na minha sedentária opinião? Valeu cada metro percorrido.

O almoço

Como já sinalizei ali em cima, saímos da trilha para comer. Paramos no The Summit Inn, um pub localizado pertinho do Howth Summit. Nós fomos sem reserva (bobeamos porque estávamos em plena pandemia e os bares e restaurantes só podiam servir em áreas externas) e corremos risco. O garçom nos explicou que deveríamos comer em uma hora, então sentamos e fomos rápidos para escolhermos nossos pratos e bebidas. Logo, fica aqui a dica.

O Gian escolheu o Striploin Steak, um corte de carne que veio acompanhado de cogumelos e cebolas salteadas com purê de batata (22.95 euros). Já eu fui de Scampi & Chips que é, basicamente, camarões e batatinhas fritas (14,95 euros). Para beber, cerveja (6 euros) e vinho branco (6,75), como sempre.

Dica extra: um bello afogato!

Depois que saímos no pub – e não, não fomos expulsos, deu tudo certo! – caminhamos de volta para a Howth Village. Paramos na praia que fica ali no centro, que é de pedras, e depois fomos sentido píer e estação. No caminho, paramos no Tuck, onde eu comprei um affogato. E olha, estava sensacional. Então, lembrando que aqui adoramos dar dicas boas, se for para Howth, não deixe de ir tomar um sorvete ou um café neste estabelecimento.


E aí, convencido (a) a ir para Howth? Boatos que uma experiência na Irlanda não está completa sem essa trilha! Hahahahaha. Ah! E não esquece de seguir a gente pelo Instagram @voyajandoblog. O dia-a-dia fica todo por lá.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s