Dicas sobre o que fazer em Monte Verde (MG) em um final de semana

Friozinho, fondue, natureza e até trilha, para quem é mais empolgado, são alguns dos ingredientes que fazem de Monte Verde (MG) uma bela pedida para um final de semana romântico ou em família. Distrito do município de Camanducaia, em Minas Gerais, o local é comparado por muitos à Campos do Jordão (SP) e é uma alternativa à cidade paulista, que também possui o clima de montanha e o estilo europeu. Hoje vou trazer dicas da minha experiência por lá – um dos locais que já iniciou a retomada e abertura após a pandemia do coronavírus. Então, continue por aqui se você quer saber o que fazer em Monte Verde em um final de semana.

Monte Verde está localizado a cerca de 168 km da cidade de São Paulo. Seu acesso é pela Rodovia Fernão Dias. São 1554 metros de altitude e o distrito chega a temperatura negativa nos meses de inverno (principalmente em julho), quando o tempo é mais frio e seco. Já o verão possui temperatura amena e chuvosa.

O distrito tem diversas atrações para quem gosta do clima de montanha e contato com a natureza. O clima romântico das suas pousadas, lojinhas e restaurantes também transforma o local em uma ótima opção para casais que querem aproveitar o friozinho da altitude.

Para todos os públicos, em praticamente todas as épocas do ano, Monte Verde é uma boa pedida

História de Monte Verde

Uma curiosidade é que o nome “Monte Verde” vem da tradução do sobrenome dos pioneiros do distrito: , “grin”, verde, e “berg”, monte. Verner Grinberg chegou ao Brasil em 1913, vindo da Letônia (antiga União Soviética), e ao se casar com dona Emília Leismer, eles seguem para Campos do Jordão para passar a Lua de Mel. Acharam a região parecida com a sua terra natal e, gostando do clima de montanha e das paisagens da Serra da Mantiqueira, resolveram fazer de terras, próximas à Camanducaia, chamadas de Campos do Jaguari, um lar. A partir de 1938, sua fazenda foi iniciada e com o passar do tempo, amigos e parentes começaram a se interessar pelo lugar. Verner, a partir de 1950, passou a ceder terrenos a europeus adeptos de sua religião (a batista), para que construíssem casas e fossem morar na fazenda. Transformando-se, mais tarde, em Monte Verde.

O que fazer em Monte Verde?

Passear pelo centrinho de Monte Verde é uma das maneiras de saber quais os passeios que estão disponíveis no dia. Isso porque você será abordado por vendedores de empresas que fazem praticamente todos os passeios e poderá negociar com eles qual você mais se interessa.

Para quem não curte aventuras radicais, as lojinhas do centro são uma bela pedida
para passear pela manhã ou à tardezinha, antes do jantar
  • Trilhas e picos

Fomos à Pedra Redonda na primeira vez que estive em Monte Verde. Na época, como não conhecíamos a cidade, fomos até o início da trilha de carro. Foi uma escolha muito ruim, já que o carro era baixo e a estrada era toda de terra e pedras (havia chovido ainda por cima). Em uma próxima, nos prometemos que iríamos junto com os guias (que sobem de jipe).

Apesar do perrengue na subida e na descida de carro, a trilha em si é muito bacana. Os cerca de 30/40 minutos de caminhada – depende do seu ritmo e da sua forma física – em meio à natureza são finalizados com uma vista maravilhosa. A trilha é pronta, sinalizada e em alguns locais já há pontes e degraus, então é possível seguir sem guia. Não se esqueça de ir durante o dia, com roupas e calçados confortáveis e uma blusa caso haja mudança de temperatura. Lembre-se também que você levará o mesmo tempo para a volta.

Quando chegamos ao final da trilha – para nós que não temos tanta experiência nesse tipo de aventura – foi como se ganhássemos um prêmio. A vista é linda e você pode sentar e descansar um tempo por ali apenas admirando a natureza. São cerca de 2 mil metros de altura de tirar o fôlego (se ainda houver algum após a caminhada na subida kkkk).

As outras trilhas disponíveis em Monte Verde – que não conhecemos por falta de tempo e preparo físico kkkk – são: Pedra Partida (2046m), Chapéu do Bispo (2030m), Trilha do Platô (1900m) e Pico do Selado (2082m). Pesquise antes de se aventurar porque algumas têm nível de dificuldade de intermediário à difícil e é recomendada a companhia de um guia.

Direto do túnel do tempo, em 2015, quando nem sonhava com o Voyajando
  • Passeio de Quadriciclo

Esse é um dos passeios que você só conseguirá fazer se adquirir com uma das agências de turismo que estão na Avenida Monte Verde. As três vezes que fomos ao distrito (para nós é fácil fazer um bate-volta para lá), contratamos o passeio de quadriciclo que achamos muito divertido e é uma ótima dica para casais e para passeios em família. Eles vendem o passeio e marcam um horário com você para você se dirigir ao local de partida dos quadriciclos (com seu próprio carro). A dica aqui é, se você quer fazer esse passeio, faça a sua pesquisa com as agências para escolher o melhor local (já fomos em dois diferentes e ambos são muito bonitos), e agende previamente pois dependendo da época do ano esses passeios costumam lotar.

Da última vez que fomos à Monte Verde (meados de 2019), gostei ainda mais do passeio de quadriciclo porque pegamos o último horário, próximo ao pôr do sol, o que deixou a parada para fotos no meio do passeio ainda mais linda. Na época pagamos cerca de R$ 160 o casal (para andar em um único quadriciclo).

É um passeio divertido que nós por aqui gostamos muito. Se você sempre teve vontade de pilotar um quadriciclo, pode ser uma ótima oportunidade de fazer algo diferente durante a viagem.

  • Tirolesa

Essa é outra opção de passeio em Monte Verde para quem é mais radical. Na primeira vez que estivemos na cidade, em 2015, estávamos animados para ir na Tirolesa no entanto não conseguimos devido às chuvas – que paralisam a atração. Já nas outras vezes que estivemos na cidade, não tivemos tempo para irmos.

A MegaTirolesa é composta por duas tirolesas, uma de ida, com 450 metros, e uma de volta com 475 metros, somando 925 metros no total. São mais de 70 metros de altura.

  • Outras atrações

Não tivemos a oportunidade ainda de passar muitos dias em Monte Verde – no máximo um final de semana – então não tivemos tempo de fazer as outras e diversas atrações que o distrito possui. Mas se você tiver mais tempo – ou quiser substituir uma das opções acima por essas aqui – entre as outras atrações estão a Escola de Falcoaria, que você pode até ter um falcão ou uma coruja pousando em seu braço; as demais trilhas que já falamos aqui e também atividades como arvorismo, parede de escalada e arco e flecha.

No fim do passeio de quadriciclo fomos presenteados com essa vista do pôr do sol!

Comprinhas em Monte Verde

Para dias de chuva ou para quem não está tão animado para se aventurar em uma trilha ou em um passeio de quadriciclo, as galerias e lojinhas de chocolate, queijos, salames, souvenirs e malhas de frio também atraem turistas de todos os lugares. Percorrer a Avenida Monte Verde, principal rua do centro do distrito e passear pelo pequeno comércio local é também uma forma de conhecer e aproveitar Monte Verde.

Dica extra para quem está passeando em família – nos fundos do Shopping Center Celeiro há um cantinho para ver esquilos.

Rua principal de Monte Verde

Gastronomia em Monte Verde

Confesso que essa é uma das minhas partes preferidas da cidade. O rodízio de fondue é tão tradicional que é oferecido por praticamente todos os restaurantes da avenida principal. Há também restaurantes dedicados somente ao prato. De novo, se for um feriado ou época de temporada, chegue cedo ou veja se eles reservam mesa – porque é bem cheio.

Por aqui, gostamos tanto da experiência, que comemos fondue todos os dias que estivemos em Monte Verde na primeira vez (duas noites). Os preços são bem variados e as opções de acompanhamentos também variam bastante de acordo com o restaurante. Como faz muito tempo, não vou deixar aqui alguma dica de restaurante que gostamos, pois o serviço, preço e sabor podem ter mudado. Mas quando voltar à Monte Verde, volto para dar a dica aqui.

Espero que tenha gostado do post sobre Monte Verde. E se você tem alguma dica a mais para dar sobre o distrito ou alguma dúvida, fale com a gente pelos comentários aqui ou lá no Instagram do Voyajando.

5 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s