5 roteiros para conhecer Belo Horizonte, em Minas Gerais

O Turismo de Minas lançou um ebook – que pode ser baixado aqui – com dicas de cinco roteiros para conhecer Belo Horizonte, a capital de Minas Gerais. A gente, que tem um carinho especial pelo estado, não poderia deixar de noticiar por aqui. Além das atrações turísticas principais, esse guia indica restaurantes e hotéis e traz contextualização histórica, que é o que mais gostamos, não é mesmo? Mas, também, são mais de 100 páginas de informações. O melhor de tudo? É na faixa. Isso mesmo, é grátis. E aqui você encontra um apanhado geral do que vai encontrar no pdf. Vem comigo? Ou melhor, #VemPraBH?


Por que visitar Belo Horizonte?

A cidade possui dois importantes títulos concedidos pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), que são: Patrimônio Cultural da Humanidade, graças ao Conjunto Moderno da Pampulha; e o de Cidade Criativa da Gastronomia. Isso sem falar que Belo Horizonte foi planejada, no século XIX, para ser a capital do Estado. No ebook desenvolvido pelo Turismo Minas, os cinco roteiros são divididos por regiões como Liberdade, Mangabeiras, Mercados, Pampulha e Sapucaí, dessa forma o leitor consegue fazer suas escolhas caso não tenha tempo suficiente na cidade para fazer tudo o que ela oferece.

E como chegar em Belo Horizonte?

A cidade conta com dois aeroportos – Aeroporto Internacional de Belo Horizonte (Tancredo Neves) e Aeroporto Carlos Drummond de Andrade (Pampulha) – e uma grande estação rodoviária, servida de mais de 230 linhas que ligam a capital mineira a diversas cidades do país. Além disso, o bom e o velho carro (próprio e alugado). Aproveitando que estamos falando de transporte para também mencionar neste parágrafo que, internamente, Belo Horizonte oferece uma malha urbana composta de ônibus, metrô, bicicleta e táxi. Ou seja, todos os benefícios que uma cidade grande pode oferecer.



5 roteiros para conhecer Belo Horizonte

#1 Roteiro Pampulha

O Conjunto Moderno da Pampulha é, como já mencionamos lá em cima, um Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Esse reconhecimento veio em 2016. Fazem parte deste complexo a Lagoa da Pampulha que possui 18 quilômetros de extensão, a Capela Curial São Francisco de Assis, o Iate Tênis Clube, a Casa do Baile e o Museu da Arte de Pampulha. Mas, caso você ainda não saiba, escuta só: as obras deste local foram encomendadas pelo então prefeito da cidade, Juscelino Kubitschek, ao arquiteto Oscar Niemeyer que, por sua vez, contratou Cândido Portinari e Roberto Burle Marx para o projeto. Entendeu? Vou dar um tempinho para você reler esse parágrafo. Sim, Juscelino Kubitschek, Oscar Niemeyer, Cândido Portinari e Roberto Burle Marx possuem seus nomes atrelados ao Conjunto Moderno da Pampulha. Tem como deixá-lo fora do seu roteiro por Belo Horizonte? É, não.

Ainda no Roteiro Pampulha você encontra a Casa Kubitschek, o Mineirão (Estádio Governador Magalhães Pinto), o Museu Brasileiro do Futebol, o Jardim Zoológico e o Aquário Bacia do Rio São Francisco.



#2 Roteiro Liberdade

O Roteiro Liberdade tem como ponto central a Praça Liberdade que, por sua vez, é onde estavam localizados o Palácio do Governo e as secretárias de Estado. Estavam? Sim, no passado. Essas instituições foram movidas, em 2010, para a Cidade Administrativa e hoje, esse complexo – localizado no coração de Belo Horizonte – que é tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA) abriga o chamado Circuito Liberdade, um percurso de 16 espaços culturais gratuitos, interativos e moderos.

Entre os destaques estão: Memorial Minas Gerais Vale, que conta a história do Estado do século XIII aos dias atuais; MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, que fala sobre o passado de extração de minerais (alô, escola!); CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil, que – assim como nos outros Estados – traz mostras e exposições disputadíssimas, então vale dar uma olhada no que está em exibição no momento em que estiver pela cidade; Casa Fiat de Cultura, celebra os laços existentes entre Minas Gerais e a Itália, berço da marca de automóveis; e, é claro, o Palácio da Liberdade, um dos principais cartões-postais da cidade datado de 1898.

O ebook cita ainda outros espaços que estão por ali.



#3 Roteiro Mangabeiras

É um roteiro pela área nobre de Belo Horizonte, localizada na parte alta da cidade. Segundo o guia, até o Papa João Paulo II ficou encantado com a vista que se tem lá de cima dizendo que, realmente, tratava-se de um “belo horizonte”. Batizado pela abundância de árvores de mangaba que existiam por ali, esse roteiro traz muito verde e tem como principal atração a Serra do Curral, uma área de 2,3 milhões de metros quadrados de mata nativa. E, o ponto mais alto da Serra do Curral é o Pico Belo Horizonte, com 1390 metros de altura. Em sua área é possível encontrar, além de muita natureza, espaços para prática de esportes radicais. Bacana, né?

O Parque das Mangabeiras teve projeto paisagístico de Burle Marx. Por ali encontra-se lago, trilhas, quiosques, quadras poliesportivas, pista de skate, parquinho para crianças e arenas de show e teatros. Se der uma volta por lá, não se esqueça de ir até o Mirante da Mata, ponto onde se tem a vista mais bonita do parque, da cidade e da Serra do Curral. Outra vista que compensa é a da Praça do Papa (ou Praça Israel Pinheiro) que encantou até o Pontífice Supremo da Igreja Católica. Foi ali que ele conduziu uma missa durante sua passagem pela cidade. Pelo menos curioso você ficou, certo?


#4 Roteiro Mercados

Esse roteiro é aquele para quem acredita que gastronomia e turismo andam de mão dadas. Lembra que falamos lá em cima que Belo Horizonte foi reconhecida em 2019 como Cidade Criativa pela Gastronomia. Pois então, não poderia faltar um roteiro relacionado a isso, não é mesmo? O Mercado Central de Belo Horizonte, por exemplo, é de 1929, e é hoje a atração turística mais visitada da cidade, recebendo cerca de 30 mil visitantes por dia. Lá dentro você encontra cerca de 400 lojas com tudo o que se pode imaginar. Mas, o principal, queijos, doces e artesanatos. Não tem como deixar de fora.

#5 Roteiro Sapucaí

É o novo point de Belo Horizonte. É neste roteiro que você encontra o Viaduto Santa Tereza, considerado uma das paradas obrigatórias de Belo Horizonte. Não somente por ter sido construído em 1929 e ser desde então um símbolo da capital mineira, mas também por suas aparições: tanto em obras nacionais, como “Encontro Marcado” de Fernando Sabino; quanto em fotografias/produções cinematográficas, já que há registros do poeta Carlos Drummond de Andrade escalando os arcos do viaduto, bem como os Quatro Cavaleiros do Apocalipse – Fernando Sabino, Hélio Pellegrino, Otto Lara Resende e Paulo Mendes Campos.

Outro destaque bacana é o Mirante de Arte Urbana da Rua Sapucaí. Trata-se do primeiro do tipo no mundo. Lá do alto você consegue ver 10 murais, que possuem entre 450 e 1.700 metros quadrados, de diferentes artistas que fizeram parte do Circuito Urbano de Arte (Cura). Entre eles: Priscila Amoni, Milu Correch, Thiago Mazza, Hyuro, Criola, Comum, Marina Capdevila, Dms e Acidum Project. E vale ressaltar que o mural de Milu Correch, com 56 metros de altura, já é considerado o mural mais alto pintado por uma mulher na América Latina.

Você pode conhecer ainda o Parque Municipal Américo Renné Giannetti, o Centro de Artesanato Mineiro, o Museu de Artes e Ofícios e a Praça da Estação.

*Fotos/créditos: Vivi Martinelli/VEMPRABH


Muito legal esse ebook disponibilizado pelo Turismo de Minas, né? E vale ressaltar, novamente, que no material disponível para download gratuito – neste link! – você encontra muito mais, incluindo sugestões de restaurantes e hotéis, e dicas de blogueiros de viagens que percorreram os roteiros mostrados no guia. Eles tem até um canal no Youtube com os passeios em vídeo para todos aqueles que gostam de ver de antemão o que será visto no destino.


Por falar em Youtube, já segue o Voyajando por lá?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s