Visitando o Irish National War Memorial Gardens, em Dublin

Localizado na região de Dublin conhecida como D8, mais especificamente em Islandbridge, está o Irish National War Memorial Gardens. É considerado um dos jardins-memoriais mais famosos da Europa. Mas, também né, faz por onde. O lugar não é somente um lugar para relaxamento, ele é uma homenagem aos 49.400 soldados irlandeses que morreram durante a Primeira Guerra Mundial. E é um local de reflexão, não é mesmo? Afinal, já disse o filósofo George Santayana, “aqueles que não conseguem lembrar o passado estão condenados a repeti-lo”.

História do Irish National War Memorial Gardens

O Irish National War Memorial Gardens foi construído na década de 1930 por uma equipe de ex-militares dos exércitos britânicos e irlandeses. Ele foi projetado pelo renomado arquiteto Sir Edwin Lutyens (1869-1944) às margens do Rio Liffey, estrategicamente localizado em um ponto de travessia do rio que está ali desde a Idade Média. Aliás, os primeiros túmulos vikings foram descobertos nas proximidades, no início do século XIX. Logo, o local que conta com cerca de 20 acres passou a ser muito significativo para a construção do memorial que homenagearia os homens e mulheres que morreram pela nação.

O que ver no Irish National War Memorial Gardens?

Além da paisagem, o principal destaque do Irish National War Memorial Gardens são os livros com os nomes, patentes, regimentos, idade, onde nasceram e onde morreram todos os soldados irlandeses que foram perdidos para a guerra. Trata-se na realidade de um conjunto compilado, projetado e produzido durante um dos períodos mais turbulentos da história da Irlanda: Guerra da Independência (1919-1921) e Guerra Civil (1922-1923). Ao todo, são 3.200 páginas divididas em oito volumes. E cada uma delas conta com ilustração do dublinense Harry Clarke. Ele criou sete designs diferentes que foram repetidos e invertidos ao longo do set, uma primeira página e uma última página (dezesseis arranjos diferentes no total).

Foram impressos cem exemplares de cada livro, com a ideia de que cada biblioteca digna de nota teria um em seu catálogo. Mas pesquisas recentes localizaram apenas 35 dos 100 conjuntos sobreviventes. A coleção do Irish National War Memorial Gardens você encontra no chamado Bookroom, uma pequena livraria de granito na ala sudeste do jardim. Na nordeste você encontra uma bookroom com digitalizações das páginas (com possibilidade de impressão).



Horários de funcionamento e como chegar?

O Irish National War Memorial Gardens abre todos os dias e os horários de funcionamento variam de acordo com a luz solar. De segunda a sexta-feira abre às 8h e aos finais de semana, às 10h. É possível chegar lá de carro, de ônibus, de bicicleta e a pé. De carro leva cerca de 15 minutos do centro de Dublin e é bom ressaltar que existe estacionamento por lá. De ônibus vai depender de onde você está na cidade, por isso sugiro o uso de aplicativos como o Moovit ou o Dublin Bus para encontrar a melhor opção, já que diferentes linhas passam por ali. Você deve levar em torno de 30 minutos até lá. Se você quiser pedalar, deve chegar em torno de 20 minutos. Já a pé, partindo do Spire, por exemplo, leva em torno de 50 minutos.

Atrações próximas do Memorial

Se você quiser combinar a sua visita ao Irish National War Memorial Gardens com outra atração dublinense, tenho duas sugestões: o Phoenix Park e a Kilmainham Gaol, cadeia que teve papel importante nos conflitos irlandeses do século XIX. Algumas dessas atrações estão neste post aqui.


E aí, já está seguindo o Voyajando no Youtube?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s