Voyajando Gastronomia: a origem e a receita da Pizza napolitana

No dia 10 de julho foi comemorado no Brasil o Dia da Pizza. Essa iguaria que a gente ama! A data foi criada em 1985 para homenagear uma das grandes paixões dos brasileiros, afinal de contas, são produzidas cerca de 1,7 milhão de redondas por dia no país, movimentando um mercado de R$ 22 bilhões por ano. Apesar de no Brasil amarmos pizza, a verdadeeeeeira pizza vem de Nápoles, na Itália, por volta do ano 1000! E como os italianos amam uma tradição, é comum andar pelas ruas de Milão e ver que os restaurantes que fazem a verdadeira pizza napolitana são bem valorizados. E esse é o tema do Voyajando Gastronomia de hoje: a origem e a receita da pizza napolitana!

Apaixonado pelas Pizzas Napolitanas, o Maestro Pizzaiolo Gino Contin Jr, dono do Maverick, conquistou o selo da AVPN – Associação Verace Pizza Napoletana que certifica os chefs que fazem a Verdadeira Pizza Napolitana a partir de critérios que tornaram esse prato um Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco. Além de colocar a mão na massa, Gino também é um pesquisador e aproveitou a data para contar um pouco da história dessa tradição, cujo nome, “Pizza”, deriva de “pinsa”, particípio passado do verbo latino “Pinsere” que significa moer, amassar, apertar, esmagar, triturar e reduzir em pasta.

Origem da Pizza

Segundo o chef, por convecção a pizza nasceu no Sul da Itália, mas Nápoles foi o seu berço. Por volta do ano 1.000 surgiu na região de Nápoles o termo picea, para descrever um disco de massa assada com ingredientes por cima. A primeira pizza foi feita de massa para pão, assada no forno e temperada com alho, banha de porco e sal grosso, a schiacciata. Isso aconteceu no século VII, quando ainda não havia muçarela e nem tomate, que foi o grande responsável pela popularização dessa delícia.

Foi só em 1778 que apareceu o primeiro relato do molho de tomate feito com a planta importada da América, e entre 1840/1850 que surgiram os registros do uso da muçarela de búfala, mas, até esse momento, esses ingredientes não tinham sido apresentados. O grande ano para popularização da pizza foi 1889 quando diversas redondas foram oficialmente lançadas depois de décadas sendo cautelosamente feitas em Nápoles. Também é deste ano o relato da criação da pizza Marguerita, quando a Rainha Margherita de Sabóia e o Rei Umberto I provaram uma pizza pela primeira vez.

Segundo a história, o pizzaiolo Raffaele Esposito foi convocado para fazer a pizza para a família real e teve a ideia de usar as cores da bandeira da Itália para homenageá-los. Para montar sua criação ele colocou sobre a massa passata de tomate San Marzano, de cor vermelha, muçarela de búfala para representar a cor branca e folhas de manjericão para trazer o verde da bandeira. O resultado foi um sucesso! Os reis adoraram a iguaria que acabou recebendo o nome da Rainha Margherita e se tornou uma das pizzas mais famosas em todo mundo.

Para quem quer reviver a história o chef ensina a preparar a Pizza Marguerita, conforme as regras estabelecidas pela AVPN. Confira a receita e aproveite para colocar a mão na massa e preparar a autêntica Pizza Napoletana.

Receita da Pizza

PIZZA MARGUERITA 

Ingredientes:

  • 350 g de massa de longa fermentação para pizza napolitana
  • 100g de passata de tomate pelado
  • 100 g de muçarela de búfala
  • 8 folhas de manjericão

Modo de preparo:

Abra uma massa napolitana de 350g no formato redondo de 35 cm. Espalhe uma camada de passata de tomate sem subir na borda. Coloque as fatias de queijo muçarela sobre o molho e leve ao forno para assar por cerca de 15 minutos num forno caseiro a 250°C. Tire a pizza do forno e acrescente as folhas de manjericão. Dica: Use uma pedra refrataria na base do seu forno e asse a pizza sobre ela.

MASSA DE PIZZA DE LONGA FERMENTAÇÃO

Ingredientes:

  • 1kg de farinha de trigo, de preferência italiana 00
  • 600ml de água
  • 3g de fermento seco
  • 30g de sal
  • Semolina ou fubá para abrir a massa

Modo de preparo:

Massa: Separe um pouco da água para dissolver o sal. Coloque o restante da água numa tigela e acrescente os ingredientes secos aos poucos. Quando chegar na metade dos ingredientes, coloque a água com sal e depois o restante da farinha. Sove a massa e deixe descansar em recipiente fechado por 12h. Caso queira fazer longa fermentação, deixe por mais 12 horas na geladeira. Divida a massa fermentada em quatro partes e boleie. Polvilhe uma superfície com semolina ou fubá e abra uma das partes da massa com as mãos marcando a borda da pizza com os dedos. Coloque em uma forma de pizza e leve para assar em forno alto por 10 a 12 minutos.


  • Gostou dessa notícia? Você pode encontrar outras como essa, relacionadas ao setor de viagens e turismo, na categoria “notícias” aqui do blog. Por lá, a gente posta tudo de mais legal que recebemos das assessorias de imprensa e das empresas do setor para você se manter atualizado e para ajudar a planejar sua próxima viagem. Só lembrando que, nem sempre, a gente conhece os serviços que são aqui divulgados. E isso não é um publipost! Acesse aqui para ver mais notícias!

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s