Hollywood Studios e as áreas do Toy Story e Star Wars

Sétimo dia seguido de parque em Orlando. Dia de conhecer – ou re-conhecer para nós – o Hollywood Studios. Para mim, o parque mais esperado da Disney, porque além de já ser o meu preferido do grupo, ainda estava cheio de novidades desde a última vez que eu havia pisado lá. Então, com Fast Pass agendados e muita energia (que não sei mais da onde estávamos tirando, kkkkk), seguimos rumo ao nosso último parque do complexo Disney.

E nosso dia no Hollywood Studios começou cedo, claro, e bem colorido! Conforme havíamos lido nas dicas na internet, o ideal era seguir direto para a nova área Toy Story Land. Passamos tão rápido que quase “trombamos” com o Woody e com a Jessy que estavam chegando para o lugar onde tiram fotos com os visitantes do parque. E a nossa pressa tinha motivo: o nosso objetivo era ela, a nova montanha-russa do cachorrinho fofo de Toy Story. A Slinky Dog Dash estava com uma fila razoável mas foi bem tranquilo de esperar. Enquanto isso, fiquei admirando a nova área que construíram para esse que é um dos meus desenhos preferidos no mundo (acho que de toda a geração anos 90, inclusive, hahahaha). Tudo muito lindo, colorido e bem feito, como sempre. Eles deixam a gente “do tamanho” de brinquedos, então as coisas são construídas enormes, da perspectiva que um brinquedo teria ao olhar o nosso mundo. Depois de um tempinho de fila (acho que não deu uma hora), andamos na montanha-russa, que é bem tranquilinha, tipo as centopéia da vida dos parques temáticos do mundo, hahaha. Mas vale, com certeza, a experiência.

Dali seguimos direto para a segunda novidade do parque: a área do Star Wars. E aqui eu tenho até – medo – de escrever que: fãs da saga, me perdoem, mas eu não sei quase nada sobre esse universo kkkkkkkry. Ainda assim, é possível ver o quanto é encantador tudo que construíram. Tiramos fotos mil, vimos os Stormtroopers abordando os visitantes e seguimos para a atração principal dali na época, a Millennium Falcon (a Rise of the Resistence não existia ainda quando eu fui). Achei muito legal – e a fila anda bem rápido, apesar de estar grande – a Millennium com essa ideia de pilotar a nave. Eu e o Bruno fomos pilotos, e eu fui uma negação HAHAHAHAHAHAHA. Mas tudo bem, saímos vivos apesar dos “danos frequentes” à nave que eu causei, kkkkk.

Nós na Millennium Falcon fingindo que sabemos de tudo sobre esse universo

Não ficamos muito tempo por ali, mas a vontade de sair comprando os souvenires, mesmo sem conhecer muito sobre a história, era real. O ambiente é maravilhoso, muito muito bem feito. Você até esquece que está dentro da Disney. Queria, aliás, ter adquirido, ao menos, a Coca-Cola em forma de granada, mas lemos na internet que algumas pessoas tiveram problemas para embarcar na volta, por isso desencanamos. 

O resto do dia foi aproveitar valendo o parque. Vou colocar a lista das atrações aqui embaixo, como de praxe, mas quero dar destaque para, claro, a atração do Toy Story Mania – que eu continuo apaixonada, a montanha-russa do Aerosmith e a Torre do Terror.

O Mickey Feiticeiro é um dos melhores, na minha opinião!

Atrações Hollywood Studios

Slinky Dog Dashacompanhamos por dias a lista de agendamento do Fast Pass para o Hollywood Studios, mas não conseguimos um horário para a Slinky Dog Dash. Por isso a estratégia de ir primeiro para lá. Deu certo, conseguimos andar na montanha-russa infantil bem felizes, hahahaha.

Toy Story Manianão tem jeito, essa atração é MUITO legal, kkkk. A ponto de voltarmos lá durante o dia. A sorte é que de 2014 para cá, eles ampliaram bastante o brinquedo, então a fila está bem mais rápida do que era antes da reformulação do parque. É uma competição de tiro ao alvo 3D – na minha opinião a melhor do tipo em Orlando.

Millennium Falcon: Smugglers Runé um simulador da nave Millennium Falcon. Cada um recebe uma função para manter a nave em pé kkkkk. Eu fui um fiasco na função de piloto, admito. Mas achei bem legal e com certeza iria de novo – se a fila na época não estivesse absurda, kkkkk. Ah, e tem single rider (ou seja, não sei porque não fomos de novo!).

Rock’n Roller Coaster Starring Aerosmith – é a montanha-russa do Hollywood Studios. Ela é bem rápida (com relação ao tempo de duração do brinquedo) e beeeem legal. Toda no escuro, com muitas luzes e o percurso é todo ao som da banda. Só fiquei chateada porque estávamos já para entrar no carrinho da primeira fila e o cast member nos tirou de lá – sem dizer porquê – para deixar passar um outro casal. E nos colocou em um lugar nada a ver no meio da atração. Achei zuada e inesperada essa postura, ainda mais se tratando de Disney. Mas enfim, paciência.

The Twilight Zone Tower of Terror – eu amoooo a Tower of Terror. Ela é um elevador que despenca mas completamente diferente das torres normais (e radicais). Tem toda uma história envolvida (um antes, durante e pós que combinam com a história) e além disso são SETE tipo de quedas diferentes, então sempre terá uma experiência nova.

Beauty and the Beast: Live on StagePara quem gosta de A Bela e a Fera, esse musical faz um resumo da história. É bem legal! Você só precisa se programar para estar ali nos horários dos shows no dia.

Lightining McQueen’s Racing Academy – no meio do dia já havíamos ido em tudo que estava na nossa programação. Estávamos ali perto dessa atração de Carros e acabamos entrando. É tipo um teatrinho do Relâmpago McQueen, muito bem feito, mas bem ok. As crianças que estavam lá na hora piraram.

Confira todas as atrações do Hollywood Studios diretamente no site da Disney, clicando aqui.

Tentamos voltar ao restaurante Sci-Fi Dine-In Theater Restaurant para almoçar lá, mas o esquema deles mudou e nós não havíamos visto. Agora precisava de reserva e eles não teriam lugar tão cedo para o grupo de oito pessoas que estávamos. Então desistimos e comemos em um dos fast food normal, rápido e com o serviço super ok.

No fim do dia, seguimos para o Fantasmic. Por causa das novas áreas do parque, o Hollywood Studios estava bem cheio o dia todo. Por isso resolvemos chegar um pouco mais cedo para conseguirmos um bom lugar. Não conseguimos um bom lugar, rs. Mas conseguimos um lugar, então deu para sentar e ficarmos todos juntos. Acho que quem chegou mais tarde não conseguiu ver o show. Portanto, a dica é: programe-se para chegar com antecedência na área do Fantasmic e não correr riscos.

Já com relação ao Fantasmic, sem defeitos. Eu continuo amando esse show e, pra mim, continua um dos melhores encerramentos de parque – apesar de já ter uma tecnologia mais antiguinha (dá para ver alguns efeitos e tal).

E depois fomos embora. O grupo não quis ficar para assistir ao show do Star Wars porque seria bem tarde e a maratona estava intensa – o que me deixou tristíssima, mesmo não sendo fã. Então esse foi o nosso dia no Hollywood Studios e o último da Disney nessa viagem. Posso dizer apenas que continuo amando todo esse universo e todas as boas surpresas que eles nos proporcionam. Obrigada Disney e até uma próxima!

Mas a viagem por Orlando não acabou! E nossa série por aqui também não. Amanhã é dia de Sea World, com montanhas-russas maravilhosas mas, ao mesmo tempo, um dia que promete ser mais calminho e acabando mais cedo. Bora?

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s