The Blue Lagoon (Lagoa Azul) na Islândia

A Blue Lagoon é considerada uma parada obrigatória para quem vai à Islândia, a terra do Gelo e do Fogo. Suas piscinas naturais de águas quentes – que chegam até 40ºC – localizadas em um campo de lava são consideradas uma das 25 Maravilhas do Mundo pela National Geographic. Rica em silica, algas e minerais, é formada por 70% de água do mar geotermal e 30% de água doce. Não é à toa que é a atração mais visitada do país nos dias de hoje.

Day use

A Blue Lagoon conta com dois hotéis em sua propriedade, mas você consegue visitar as piscinas naturais sem ser um hóspede. Existem dois tipos de “pacotes”: Comfort e Premium. Ambos dão direito a uma toalha de banho, máscara facial de silica e primeira bebida grátis. Importante! É a primeira bebida grátis. Eu e meu marido chegamos cedo para aproveitar e tomamos um café pela manhã. Ou seja, os cafés que foram descontados de nossas comandas, e não os drinks – espumante e cerveja, hahaha – que pegamos dentro da água depois.

O espumante e a cerveja comprados no bar dentro da água – nossas não-primeiras bebidas grátis

Vale ressaltar também que a Blue Lagoon disponibiliza para os visitantes xampu, condicionador e creme corporal nos vestiários, feitos com os minerais presentes na água. Importante! Importantíssimo, eu diria! Você, que tem cabelos longos, passe MUITO condicionador neles antes de entrar na água e prenda-os para evitar o contato. Acredite, é uma recomendação do próprio lugar. Eu, na ansiedade de me sentir abraçada pelas águas quentinhas daquela terra fria que só, não me atentei e entrei com os cabelos soltos. As pontas ficaram tão duras, tão duras, que demoraram semanas de um ritual rigoroso de hidratação e nutrição para que elas voltassem ao normal.

Informações importantes

Além da primeira bebida grátis e do “use e abuse do condicionador”, é importante saber também que ao chegar à Blue Lagoon você recebe uma pulseira que vai servir como chave do seu armário e como seu cartão de consumo. Isso facilita a sua locomoção pelo spa – que amém, é aquecido – sem se preocupar em carregar qualquer pertence pessoal. O armário fica dentro dos vestiários que são separados por gênero. Ah! E, por causa das águas quentes, mantenha-se hidratado. Existem bebedouros espalhados por todo o spa, inclusive dentro das piscinas naturais.

Nesta foto você observa: o marido quentinho dentro da água
e euzinha passando o maior frio porque ele queria uma foto dentro da água

Use a máscara de silica!

Você não precisa cavucar o fundo da piscina para se embelezar: um funcionário da Blue Lagoon fica dentro da água com um potinho distribuindo a argila que combina algas e silica. Momento beauté! A silica fortalece a barreira de proteção da pele enquanto as algas potencializam a produção de colágeno, nutrindo e reduzindo as linhas finas e rugas. A máscara é recomendada para todos os tipos de pele. Tem visitante que não se contenta em passar apenas no rosto e é normal ver um pessoal coberto em silica andando dentro da água. É muito legal!

Nesta foto você observa: a máscara de silica, o erro do cabelo solto e a pulseira-chave (leia mais adiante)

Como chegar?

A Blue Lagoon recomenda a aquisição de tickets com antecedência já que eles limitam a entrada de pessoas nas piscinas naturais. Junto com o ingresso, é possível comprar também o transporte para chegar até lá. Eles oferecem um serviço de traslado do aeroporto e de Reykjavík, a capital da Islândia. Vale ressaltar que a atração fica mais perto do aeroporto (20 minutos) do que da cidade (40 minutos), então uma sugestão é que você concilie a visita com o seu primeiro ou com o seu último dia no país. Foi o que fizemos.

Oi!

Visitar a Blue Lagoon foi uma das melhores experiências da minha vida e eu não poderia recomendar o suficiente. É claro que se conversar com um islandês e contar que vai até lá, ele vai, provavelmente, desencorajar você. Existem várias piscinas naturais geotérmicas espalhadas pela ilha, que tem sua superfície cheia de vulcões. Então, para eles, é inconcebível você pagar para visitar uma. Mas eu, Jeanine, conto também a infraestrutura e as facilidades do local. Foi um dia sem perrengues, sem estresses e sem complicações. O melhor jeito, na minha opinião, de fechar a viagem.

Não se esqueça de seguir nosso perfil no Instagram @voyajandoblog!
Um beijo,
Jeanine

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s