Professores da rede pública ganham bolsas de intercâmbio

Lembram que no ano passado conheci a Belta, Associação das Agências Brasileiras de Intercâmbio? Pois desde então, passei a acompanhar mais de perto as novidades da associação e queria compartilhar com vocês uma iniciativa muito bacana que aconteceu na última semana e que eles me contaram: 14 docentes da rede pública brasileira ganharam bolsas de estudos para o exterior!

Unir viagem e estudos é um sonho para muitas pessoas

Não sei se já falei por aqui, mas eu quaaaase fui fazer um intercâmbio. No entanto, tenho pessoas muito próximas a mim que fizeram – ou estão fazendo. Sempre penso que deve ser uma experiência muito legal estudar e morar em outro país. Quando essa iniciativa é voltada então para as pessoas que ensinam, é ainda mais lindo, porque elas vão voltar e inspirar outras pessoas a sonharem e se dedicarem para também conquistarem isso. “O Concurso das bolsas de estudos para professores de inglês da rede pública no Brasil foi promovido para dar oportunidades a esses docentes que não tem fluência no idioma e para diminuir as discrepâncias salariais no nosso país”, destacou Maura Leão, presidente da Belta.

O evento para a entrega das bolsas foi realizado no último dia 9 de fevereiro, no Hotel Meliá, em São Paulo. Catorze professores da rede pública de ensino foram contemplados com bolsas de estudo no exterior para quatro países.

A instituição Quality English (QE) foi responsável por toda a organização desse concurso das Bolsas de Estudos e cada escola irá arcar com os custos educacionais, e toda a parte de acomodação/serviços que serão oferecidos para os contemplados. Os ganhadores das bolsas de estudos para os Estados Unidos terão os custos do serviço de despachante para a emissão dos vistos cobertos pela Mundo dos Vistos, empresa especializada no ramo. No Brasil, a responsável pela divulgação do projeto é a Belta.

O concurso de bolsas de estudos para docentes de inglês da rede pública foi promovido ano passado e boa parte das vagas foi preenchidas por mulheres. “O que nos chamou a atenção foi o número superior de mulheres interessadas em passar uma temporada no exterior comparado ao número de homens inscritos. Das 14 bolsas de estudos oferecidas, 9 foram para o público feminino e 5 para o masculino”, explica Maura Leão, presidente da Belta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s