Torre de Pisa na Itália: Uma paradinha rápida para as criativas fotos

Sabe aquele roteiro básico pela Itália que muita gente sonha em um dia fazer? Pois a minha primeira viagem por esse país encantador foi bem assim. Desse modo, não havia como deixar de fora uma “paradinha” na famosa Torre de Pisa. Ainda mais que estaríamos ali próximo, já que Florença é pertinho. Se você também pensa assim mas não quer deixar muito tempo para a cidade, vou contar como fizemos nossa passagem por lá para tirar as necessárias fotos como essas aqui do post, rs.

Seguindo nosso roteiro pela Itália, quando vim para cá na primeira vez em lua de mel, nesse dia nós fizemos o check-out e saímos cedo de Florença onde estávamos hospedados e – após alugarmos um carro – pegamos estrada porque o dia seria longo. A primeira parada foi exatamente em Pisa, onde ficamos algumas horinhas para conhecer a torre e os arredores, para em seguida já pegar estrada de novo porque naquele dia ainda pararíamos em Maranello (test-drive e Museu da Ferrari) e seguiríamos para Veneza. Sim, foi uma loucura e você deve ter cansado só de ler. Mas no fim, deu certo!

https://www.instagram.com/p/Bvorvj1FgOe/

História da Torre de Pisa

Construída na Idade Média, a Torre de Pisa começou a ser erguida em 1173 e levou quase 200 anos para ser concluída – a pausa aconteceu por conta das guerras -, em 1372. O objetivo era abrigar os sinos da Catedral de Pisa. O que ninguém contava é que o solo argiloso e o terreno frágil e instável não comportava uma construção desse tamanho. E aí ela começou a afundar cinco anos apenas após o início da sua construção, por isso, os andares superiores, inclusive, já são irregulares para tentar compensar a inclinação.

Para evitar a sua queda, na década de 60, arquitetos, engenheiros, matemáticos e historiadores se reuniram para resolver a questão da inclinação. Uma das alternativas foi acrescentar 800 toneladas de contrapesos de chumbo em sua base. Mesmo assim, em 2001 a torre chegou ao ápice da sua inclinação, de 5,5 graus! A última obra de estabilização, no entanto, “endireitou” ela um pouco mais, e voltou a 3,99 graus.

Atualmente, a torre passa por um processo de restauração e projetos de engenharia e avaliação constantes. São 8 andares e 56 metros de altura e, para chegar no seu topo, você deve subir 296 degraus dentro da Torre! A protagonista de Pisa tem outras curiosidades: ela pesa 15 mil toneladas e, dentro dela, são sete sinos que correspondem a cada uma das notas musicais.

Minha primeira vez na Torre de Pisa

Não conheci de faaaaato a cidade de Pisa, mas achamos bem fácil de chegar de carro – já vi pessoas chegando de trem também. Conseguimos um estacionamento próximo da torre, onde deixamos o carro e acessamos a área da igreja/torre a pé.

Pois bem. Assim que a gente chega já olha direto para ela. Além da inclinação – que é a primeira coisa que a gente vê quando chega por ali – a torre realmente é muito bonita. Foi legal estar ali, conhecendo um ponto turístico que ouvi falar desde a minha infância. Depois de passar um tempinho admirando e observando a torre e sua inclinação, foi bem divertido olhar em volta e ver as poses que as pessoas fazem para tirar foto com ela. É um momento bem engraçado até que, quando você vê, já está fazendo a mesma coisa, hahahaha – portanto, sem julgamentos!

Nós optamos por não subir na torre e nem visitar a igreja e todo o complexo ali. Principalmente porque não tínhamos tempo – dada a nossa programação cheia para o dia. Se você quiser ter essa experiência, o site para compra dos ingressos está aqui.

E… foi isso! Nossa passagem pela Torre de Pisa foi realmente bem rápida porque, de novo, a agenda tava cheia para aquele dia. Claro que sempre há mais coisas para fazer na cidade, mas o nosso objetivo – para aquele dia – ali foi cumprido. Mas isso não quer dizer que eu não esteja preparando uma volta para lá, né?

Se você, assim como nós, não poderá deixar muito tempo para conhecer Pisa, você pode tentar um bate-volta de Florença ou também parar por lá na ida para algum outro lugar. Isso se, claro, você não quiser deixar um tempo maior para visitar a igreja e subir na torre.

SOBRE NÓS

O Voyajando surgiu do sonho de criar um espaço para trocar dicas de passeios, restaurantes, hotéis e tudo o mais que envolve os pequenos períodos maravilhosos da vida que chamamos de viagens. São elas que nos proporcionam a possibilidade de descobrir novos universos, ter contato com outras culturas e outros jeitos de ver a vida. O Brasil e o mundo estão cheios de lugares incríveis. Vamos conhecê-los juntos?
Booking.com

COMPRE SEUS INGRESSOS

________

Posts  Relacionados

Deixe  um  comentário

0 comentários

Trackbacks/Pingbacks

  1. O que fazer na Itália? Como montar um roteiro pelo país e por onde começar? – Voyajando - […] subimos para Florença e finalizamos a viagem em Veneza. Tivemos também paradas rápidas por Pisa, Verona e Maranello. Falarei…
  2. Dicas de como visitar e o que fazer em Veneza, na Itália – Voyajando - […] dias em Roma, em Florença, e também fizemos um bate-volta por Verona, demos uma passadinha na Torre de Pisa…
  3. Roteiro em Pisa - 6º dia - Descobrir Viajando - […] saber um pouco mais sobre a Torre de Pisa e ver algumas fotos criativas não deixe de ler o…
  4. Top 10: Dicas de planejamento de viagem que ajudam você a se programar – Voyajando - […] internamente em Roma e Veneza, e entre Roma e Florença fizemos de trem. Depois, de Florença para Pisa, Verona…
  5. Como fazer uma Road Trip na Itália? Dicas para viajar de carro pelo país – Voyajando - […] em Roma, subindo para Florença e terminando em Veneza – e no meio ainda dá para visitar Pisa e…
  6. Para onde ir? Veja experiências de viagens inesquecíveis que já fizemos pelo mundo – Voyajando - […] bem distante da sua, no nosso caso – tipo conhecer o Cristo Redentor, o Coliseu de Roma ou a…
  7. Viagem de carro pela Toscana: um fim de semana em San Gimignano e Volterra – Voyajando - […] para adequar os destinos à seu tempo de viagem. Afinal, além de cidades famosas como Florença, Pisa e Siena,…
  8. San Gimignano na Toscana: Como visitar a bela cidadezinha que parou no tempo – Voyajando - […] Peregrinos passavam por ali vindos da França em direção à Roma e também sentido o porto de Pisa. Em…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: