O que fazer em Praga, a capital da República Tcheca?

Também conhecida como a Cidade Dourada ou Cidade das Cem Cúpulas, Praga é um dos principais destinos turísticos da Europa. Principalmente no verão, quando suas ruas e vielas ficam bastante movimentadas. Seu centro histórico é considerado um Patrimônio Cultural pela UNESCO e parada obrigatória quando se está na cidade. Aliás, vale ressaltar que as principais áreas turísticas de Praga ficam localizadas bem próximas uma das outras, então é possível fazer tudo a pé.

Ah, Praga!

Ficamos dois dias em Praga e não fizemos tudo que a cidade tem a oferecer. Abaixo, compilamos as atrações que visitamos com as principais informações que você “tem-que-ter” para cada um desses pontos turísticos. Uma dica? Se puder, fique mais! A cidade é o que chamamos de “grata surpresa” porque foi muito mais linda e interessante do que achávamos que seria. Ficamos apaixonados e com certeza voltaremos para conhecer o restante e revisitar o que já vimos.

Dica dois: experimente o Trdelík (em inglês, eles chamam de Chimney Cake, que na tradução literal fica “bolo chaminé”). É uma massa enrolada e assada na brasa coberta com açúcar. O cheiro é delicioso e, é claro, já existem diversas variações do doce típico pelas ruas da cidade. Além da tradicional, que vai muito bem com um café, por sinal, têm opções com sorvete, chocolate…

Praça da Cidade Antiga

Na Praça da Cidade Antiga (ou Cidade Velha) estão localizadas duas atrações que valem a visita: o Relógio Astronômico, que fica na parede externa da prefeitura, instalada em um prédio de 1364; e a Igreja de Nossa Senhora de Tyn. Outro ponto positivo da praça são os restaurantes, bares e lojinhas, cheias de souvenires de viagens.

A Praça da Cidade Antiga, ou Cidade Velha

Relógio Astronômico

Datado de 1410, é considerado um dos mais antigos da Europa. Além das horas, o relógio registra a data do dia, a posição do sol, ciclos astronômicos, fases da lua e, até mesmo, feriados do calendário cristão. Lembre-se de visitá-lo perto das horas cheias. Nesses horários, o relógio proporciona um miniespetáculo e os seus elementos se mexem. Os 12 apóstolos de Jesus fazem uma espécia de “procissão”.

Ponte Carlos (Charles Bridge)

Como já mencionado no post #TuristandoNaQuarentena – Homem-Aranha: Longe de Casa, a Ponte Carlos (Karluv most ou Charles Bridge) é a mais antiga da cidade e cheia de histórias para contar. De estilo gótico, ela começou a ser construída em 1347 sobre o Rio Moldava e liga a cidade velha à cidade pequena. Com mais de 500 metros de comprimento e 10 de largura, recebe o nome de seu criador, Rei Carlos IV, e conta com 30 estátuas barrocas do século XVIII adornando suas bordas ao longo da construção. Na verdade, réplicas das estátuas barrocas do século XVIII. As verdadeiras estão protegidas no Museu de Praga.

A estátua mais famosa é, sem dúvida nenhuma, a de São João Nepomuceno. Conhecido como “Mártir da Confissão”, reza a lenda que o vigário foi jogado no rio porque não quis abrir para o Rei Venceslau IV – tido na História como um mau-caráter – as confissões de sua rainha. É fácil localizar a representação do santo na Ponte Carlos. Há sempre uma fila de turistas esperando para esfregar a placa abaixo da estátua para pegar um pouquinho de sorte para si. Supersticioso ou não, simplesmente vá! Mas, se precisar do direcionamento para encontrá-lo, é o oitavo monumento à direita.

Independente da quantidade de dias que você ficar em Praga, é bem provável que você atravesse a Ponte Carlos diversas vezes.

Vale ressaltar que é possível visitar a Torre da Pólvora que fica em uma das extremidades da ponte. Durante a Idade Média eram comuns as chamadas “cidades fortificadas” e essas torres serviam como pontos de observação das muralhas que circundavam as cidades. Lá de cima é possível ver os principais pontos turísticos de Praga como a Cidade Velha e o Castelo de Praga, que vem a seguir.

Castelo de Praga (Prague Castle)

É, sem dúvida nenhuma, a principal atração de Praga. Dentro de seus muros estão o Antigo Palácio Real, a Catedral de São Vito, a Rua do Ouro e muito mais. Isso tudo sem contar a vista panorâmica da Cidade das Cem Cúpulas. Dentro deste “complexo” gigantesco que é o Castelo de Praga existem áreas de visitação gratuitas e pagas (divididas na bilheteria por Circuitos), e elas possuem horários de funcionamento diferentes. Então, programe-se!

O Castelo de Praga detém ainda o título de “maior castelo do mundo” no Guinness Book, o famoso livro de recordes. Então, dependendo dos seus interesses, vale separar um dia inteiro de visita por lá.

Antigo Palácio Real

O Antigo Palácio Real era a morada da família – é claro! – real. Lá viveram reis da Boêmia, imperadores romanos e, mais atualmente, presidentes da Tchecoslosváquia e República Tcheca. A visita começa em um grande salão, onde reis e rainhas davam bailes e jantares. Depois, você fica livre para andar pela construção.

Catedral de São Vito

De estilo gótico, é uma das catedrais mais importantes da cidade, principalmente porque os antigos reis eram coroados lá. Ela começou a ser construída durante o reinado de Carlos IX, em 1344. No entanto só foi finalizada e aberta ao público em 1929, quase 600 anos depois.

É lá que estão guardadas as joias da Coroa.

Rua Dourada

É uma rua estreita com várias casinhas dentro do Castelo de Praga. Antigamente, abrigava os artistas que produziam para a realeza. Entre seus moradores mais ilustres está o escritor Franz Kafka, nome por trás do icônico A Metamorfose. Hoje, as casas coloridas são ou lojinhas ou exposições de como eram decoradas na Idade Média.

A Rua Dourada

Na Rua Dourada você consegue acessar ainda as muralhas do castelo e andar lá por cima. Lá dentro ficam expostas armas e armaduras utilizadas na Idade Média.

Muro John Lennon

Isso mesmo, existe um muro em homenagem ao ex-integrante do Beatles. Cheio de grafites coloridos, imagens e mensagens de paz e amor, a atração é uma das mais instagramáveis da cidade e um contraste aos prédios antigos que formam Praga. O muro recebeu este nome porque começou ser pintado após o assassinato de John Lennon, em 1980. Nesta época, o país ainda vivia sob regime comunista e os grafites foram vistos como vandalismo e apagados. Mas, a arte resistiu e, a cada “apagada”, os desenhos voltavam. Tornou-se um símbolo de liberdade.

DCIM\101GOPRO\GOPR2254.JPG

Pedalinho no Rio Moldava

Quer uma perspectiva diferente dos principais monumentos de Praga? Faça um passeio pelo Rio Moldava, ou Vltava, em tcheco. O destaque é a visão que se tem da Ponte Carlos, que liga a Cidade Baixa, onde fica o Castelo de Praga, e a Cidade Antiga. Além do pedalinho, que foi o que fizemos, existem empresas que oferecem rotas de barcos e cruzeiros. Alguns contam até com restaurantes e bares a bordo. O melhor horário? Na nossa opinião, o pôr-do-sol.

Mas, fique atento. O rio possui desníveis – pequenas barragens que controlam o fluxo de água – como se fossem degraus, então não é possível pedalar por uma grande extensão. Mas é o suficiente. E como quem dirige é você, é preciso tomar cuidado também com as outras embarcações que navegam por ali.

A fila para entrar no Castelo de Praga é por conta da revista

Se você chegou até aqui já deve ter percebido, pelas fotos, que Praga é uma cidade cheia, principalmente no verão. Ter um tempo só seu perto do ponto turístico é quase impossível, mesmo acordando cedo. Mesmo assim, não deixe de ir! Ah, e vale lembrar que a moeda de lá é a Koruna, e não o Euro.

Espero que goste do post e que ele ajude você a planejar a sua viagem a Praga. Sentiu falta de algum ponto turístico? Coloca aqui embaixo ou manda uma mensagem para a gente lá no Instagram do @voyajandoblog.

Um beijo,
Jeanine

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s